Pesquisar
Close this search box.

Exercícios para trapézio: 5 opções para incluir no treino

Exercícios

Muitas vezes negligenciados, os músculos do trapézio desempenham um papel fundamental na saúde postural e no desempenho físico.

Dessa forma, exploraremos a importância do treinamento do trapézio, seus benefícios para o corpo e forneceremos orientações sobre como evitar erros comuns no treino.

Além disso, apresentaremos cinco exercícios essenciais para fortalecer o trapézio e melhorar a sua saúde global.

Por que é importante treinar o trapézio?

O treinamento do trapézio vai além da estética. Este músculo desempenha um papel vital na estabilização da cintura escapular, sendo essencial para a execução de exercícios dos membros superiores, como os exercícios para costas e ombros.

A cintura escapular é um conjunto de músculos e articulações que auxiliam na transferência de força para a coluna vertebral, permitindo uma amplitude de movimento adequada dos membros superiores no dia a dia.

Além de melhorar a postura, o trapézio também ajuda a manter a coluna ereta, reduzindo problemas como a coluna corcunda e prevenindo a hérnia de disco cervical.

Portanto, é crucial incluir exercícios focados no trapézio em sua rotina de treinamento.

Quais são os benefícios dos exercícios de trapézio?

Os exercícios de trapézio oferecem uma série de benefícios, incluindo a correção da postura e a melhoria da estabilidade dos movimentos.

Fortalecer o trapézio contribui para a estabilização da região escapulotorácica, reduzindo dores e lesões no ombro.

Além disso, o treinamento do trapézio pode aumentar sua força global, melhorando o desempenho em outros exercícios, inclusive para os membros inferiores.

Quais cuidados é preciso ter na hora de treinar o trapézio?

Para obter os melhores resultados e evitar lesões, é importante prestar atenção a alguns cuidados ao treinar o trapézio.

Manter uma boa postura durante a execução dos exercícios, controlar a carga, evitar excessos de estímulos e respeitar o descanso muscular são fundamentais.

Além disso, evite erros comuns, como falta de dedicação, excesso de carga, negligenciar outros grupos musculares, falta de variação nos exercícios e girar os ombros durante o exercício de encolhimento.

Portanto, consultar um profissional de educação física para orientação é sempre uma boa prática.

Cinco exercícios de trapézio para incluir na rotina de treino:

1. Encolhimento de ombros (com barra ou halteres)

escolha entre uma barra ou halteres, fique de pé com os braços esticados para baixo e encolha os ombros em direção à cabeça. Repita o movimento. Para melhores resultados, varie a pegada entre barra e halteres e ajuste a carga conforme a sua capacidade.

2. Crucifixo inverso livre com halteres

deite-se em um banco, apoiando o abdômen e o tórax. Segure halteres em cada mão e eleve os braços na lateral do corpo até a linha do tronco. Repita o movimento. A variação no ângulo do banco pode : intensificar o exercício. O exercício pode ser feito também sem o apoio do abdômen no banco: sentado no banco ou mesmo em pé com o corpo inclinado a frente.

3. Remada alta com barra

fique de pé, segure a barra com as palmas das mãos voltadas para o corpo e puxe-a para cima até a altura dos ombros. Desça a barra de maneira controlada e repita o movimento. Para maior desafio, experimente diferentes larguras de pegada na barra.

4. Encolhimento na polia baixa

em uma máquina de polia baixa, fixe uma barra na parte superior do equipamento. Segure a barra e encolha os ombros para cima. Este exercício oferece uma resistência constante, proporcionando uma contração eficaz do trapézio.

5. Remada com barra T

 utilize uma barra em forma de “T” em um aparelho específico para este exercício. Incline-se para a frente, segure a barra e puxe-a em direção ao abdômen. Esse movimento trabalha o trapézio de uma maneira única, fortalecendo-o de maneira eficaz.

Além dos exercícios, considere os seguintes pontos para maximizar o treinamento do trapézio:

  • Nutrição adequada: certifique-se de manter uma dieta equilibrada que forneça os nutrientes necessários para o crescimento e a recuperação muscular. Proteínas, carboidratos e gorduras saudáveis desempenham um papel vital.
  • Descanso e recuperação: o descanso adequado é essencial para a regeneração dos músculos. Certifique-se de dar ao seu corpo o tempo necessário para se recuperar entre as sessões de treinamento.
  • Progressão gradual: aumente a intensidade e a carga gradualmente à medida que seu corpo se adapta aos exercícios. Isso ajudará a evitar lesões e a maximizar os ganhos de força.
  • Avaliação de um profissional: consulte um fisioterapeuta ou profissional de educação física para avaliar sua postura e identificar quaisquer desequilíbrios musculares que possam afetar o treinamento do trapézio.

Considerações finais

O fortalecimento do trapézio não é apenas uma questão de estética; é fundamental para a saúde postural, a prevenção de lesões e o aprimoramento do desempenho físico.

Portanto, incorporando exercícios específicos de trapézio em sua rotina de treinamento, juntamente com uma nutrição adequada, descanso adequado e orientação de profissionais, você estará no caminho certo para alcançar um trapézio forte e uma postura saudável.

Além disso, lembre-se de que a consistência é a chave para obter resultados duradouros, e sempre ouça seu corpo para evitar o excesso de treinamento e possíveis lesões.

Para saber mais, acesse: blog.totalpass.com.br

Veja também: